Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Valongo do Vouga

Notícias sobre Valongo do Vouga

Valongo do Vouga

Notícias sobre Valongo do Vouga

Autárquicas 2017

20171001_Autarquicas_Aveiro_Valongo_Vouga.png

20171001_Autarquicas_Aveiro_Valongo_Vouga_AM.png

20171001_Autarquicas_Aveiro_Valongo_Vouga_JF.png

 

Leitura do momento Político em Valongo do Vouga:

 

Situação anterior 5 ( Maioria ) de 9 lugares - Desalinhamento em relação à CMA alinhada com o poder central.

Situação atual 4 de 9 lugares ( Maioria ) - Alinhamento com CMA "desalinhada" com o Poder Central.

 

Olhando para a percentagem de cada força representada, ocorreu uma mudança do sentido do voto, houve uma força nítidamente vencedora e 3 forças que perderam as suas posições em realação às Autárquicas de 2013.

 

Felicitando o grupo que obteve resultados mais expressivos e saudando quem fica com a responsabilidadna da oposição.

 

 

Acerca do Debate sobre Freguesia de Valongo Vouga, Autárquicas 2017

Hoje, dia mundial da Paz, vai-se fazer história em Valongo do Vouga.

 

Graças à iniciativa da rádio MUNDIAL FM do nosso conterrâneo Nuno Soares e devido à pressão da opinião gerada nas redes sociais no facebook através do grupo VALONGO DO VOUGA ( O JUDAS ) criado recentemente,  os candidatos às eleições autárquicas 2017 para a Junta de Freguesia de Valongo do Vouga vão realizar um debate conjunto que, inicialmente estava previsto ser realizado na Sede da Junta de Freguesia de Valongo do Vouga (mas fruto da crítica ou falta de consenso entre candidatos), foi redirecionado para o Auditório da Casa do Povo de Valongo do Vouga. Por se julgar que o auditório abrangendo pouco mais que 100 lugares a Direcção da Casa do Povo do Vouga propôs que o debate fosse realizado no pavilhão multi-usos da Casa do Povo de Valongo do Vouga, capacitando assim a assistência que se julga vir a ser significativamente elevada.

 

Este debate, pioneiro em Valongo do Vouga, pretende dar oportunidade e visibilidade às candidaturas e reúne no mesmo espaço os diversos candidatos à Junta de Freguesia de Valongo do Vouga/ Autárquicas 2017.

 

20170906_001.jpg

 

 

 

 

  BRASÃO: Escudo verde, árvore de ouro, arrancada do mesmo, entre um cacho de uvas de ouro, folhado de prata e uma roca de ouro, enrolada de prata, tudo realçado de negro; Contra-chefe ondeado de prata e azul. Coroa mural de prata de três torres ( *** ). Listel branco, com a legenda a negro, em maiúsculas: VALONGO DO VOUGA.

 

Memória descritiva e justificativa dos símbolos:

-              A roca e o seu fio, representam a indústria de fiação.

-              A árvore e o cacho de uvas lembram as culturas predominantes na freguesia.

-              A prata simboliza a prudência, a força, a amizade, inocência e fidelidade.

-              O ouro significa a nobreza, a lealdade, a justiça e a constância.

-              O verde o amor, esperança, cortesia, lealdade e fé.

 

 ( ***) Depois da elevação a Vila passou a ter 4 torres.

  

FILIPE_VIDAL_1.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os seus símbolos, na minha opinião separam-se em duas descrições:

 

A descrição objectiva :

 

A indústria

A Agricultura

 

As restantes são subjectivas, descrevem carácter, sentimentos e atitudes

 

A Prata:

 

prudência

força

amizade

inocência

fidelidade

 

 

O Ouro :

 

Nobreza

Lealdade

Justiça

constância

 

O verde:

 

O amor

esperança

cortesia

lealdade

fé.

 

Se dissecar-mos cada um destes descritivos o que podemos comentar (?) :

 

A indústria :

 

A alusão à indústria textil :

 

Um rol de empresas que se extinguiram:

 

Santelmo - localizada no Bairro do Pedrozelo

Almagre - localizada na Cumeada

Arrancar, fiação de Arrancada - localizada na Cruzinha

Cardifil - localizada na Cruzinha

Antonio Pereira Vidal - localizada na Póvoa do Espírito Santo

  

Ficou a Lanidor que mantém as suas instalações na Cruzinha e adquiriu as antigas instalações da  Antonio Pereira Vidal na Póvoa do Espírito Santo

 

Se não for produzida uma solução para a fixar atrair e desenvolver a indústria, ela continuará em declínio com exepção à regra como o exemplo do "grupo Ramalhos" 

Valongo do Vouga tem que ter um polo industrial norte de Águeda com ligação à A25.

 

A Agricultura:

 

Atualmente a agricultura em Valongo do Vouga é genericamente, uma agricultura de fundo de quintal, nem se pode considerar de subsistência, é uma agricultura que é com orgulho de quem a produz, uma tradição familiar baseada na aprendizagem verbalizada e empiricamente reproduzida por uma sucessão de gerações … Exepção? Uma unidade vitivinícola, a Quinta da Aguieira, propriedade da Quinta da Aveleda …. Ou a exploração intensiva da mancha florestal de Valongo do Vouga que carece de algum ordenamento e  uma via de escoamento condizente…

 

Se não tivermos uma ligação à A25 ou algo alternativo para escoar os produtos florestais, continuaremos encarcerados e condicionados!

 

A Prata:

 

Prudência “prudência na palavra e nos actos “

Força “ força para não desistir do que se propõem fazer”

Amizade “ Amizade pelos conterrâneos e populações limítrofes”

Inocência “ Inocência em acreditar que todas as ofertas da edilidade são vantajosas para a nossa terra (?)”

Fidelidade “ fidelidade aos princípios que norteiem  o nosso futuro “

 

 

O Ouro :

 

Nobreza “ sentimento não de vaidade, mas estar acima dos nossos próprios interesses”

Lealdade “ Não trair os seus pares”

Justiça “ Tratar com igualdade, baseando-se sempre nas leis”

Constância “ perseverança para não desistir às adversidades”

 

O verde:

 

O amor “ Amor à sua terra e ao próximo”

Esperança “ Esperança de poder sonhar com um futuro melhor”

Cortesia “ Cortesia no trato, nas expressões e nos atos”

Lealdade “ Leais a si próprios para não ser desleal para com os outros”

. “Fé, crença, força anímica que nos conduza mesmo sem vermos porquê nem para onde, sabendo que há algo para além do que o nosso pensamento alcança…”

 

Nota: Este texto utiliza parcialmente conteúdos do livro de António Simões Estima  ( MONOGRAFIA DE VALONGO DO VOUGA -   Subsídios para a sua História ) nos elementos descritivos do Brazão, todo o resto é produto da minha inspiração deste momento que se vive em Valongo do Vouga!

Procura-se participação!

FILIPE_VIDAL_1.jpg

  

Por motivos pessoais estive afastado deste espaço.

“mea culpa”…  esta falta cria um vazio que não é admissível, perde-se acervo ….

Para aligeirar esta "falta" criei para Valongo do Vouga uma página no facebook mas, reconheço que não cumpre o mesmo propósito… não tem o mesmo efeito...

Assim, tenho refletido que futuro este blogue pode ter... E em altura de regresso às aulas, vou lançar o desafio à comunidade escolar e procurar novos contribuidores que possam assegurar a atualização deste espaço !   

País Governo decreta três dias de luto nacional


Governo decreta três dias de luto nacional
Lusa18 Jun, 2017, 13:47 / atualizado em 18 Jun, 2017, 13:51 | País
Governo decreta três dias de luto nacional | Lusa


O Conselho de Ministros aprovou um decreto que declara luto nacional durante três dias, entre hoje e terça-feira, pelas vítimas do incêndio que deflagrou no Município de Pedrógão Grande e afetou vários concelhos.

Em comunicado, o Governo adianta que este decreto foi aprovado "fazendo uso da faculdade de deliberação eletrónica prevista nos termos do Regimento do Conselho de Ministros".

O decreto, lê-se no comunicado, "produz efeitos a partir do dia 18 de junho de 2017 [hoje] e entra imediatamente em vigor".

Pelo menos 62 pessoas morreram no incêndio que atinge Pedrógão Grande e outros dois concelhos do distrito de Leiria desde sábado, disse hoje o secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes.

O balanço anterior era de 58 vítimas mortais.

Fonte:


18-06-2017


https://www.rtp.pt/noticias/pais/governo-decreta-tres-dias-de-luto-nacional_n1008709

Ana Maria Xavier

 

6870951_56U42.jpeg

 

( Fotografia 03-08-2010 ) 

Valongo do Vouga está mais pobre...

Faleceu Ana Maria Xavier, Benemérita, como alguém hoje que me deu a triste notícia dizendo... "muito contribuiu para tanta coisa a minha antiga patroa" ... eu retorqui... certamente o que as pessoas sabem é como um iceberg... só se vê a ponta....

O meu testemunho fica pelo agradecimento dos pequenos gestos, da piscina da sua casa aberta para as minhas filhas ... e para tantas outras crianças... da deferência e simpatia do bom trato, da boa vizinhança... as boas pessoas não se esquecem...

E é nos simples gestos que se elevam dos demais... mais uma estrelinha a iluminar o céu!

Comemoração do Centenário da "Ti" Ana

Valongo Centenário Ti Ana (16).jpg

Valongo Centenário Ti Ana (22).jpg

 

Comemoração do Centenário da Ti Ana

A Fundação Nossa Senhora da Conceição comemorou o centenário de Ana de Almeida Monteiro na passada terça-feira, dia 2 de fevereiro.

As comemorações preparadas pela fundação tiveram lugar à hora do lanche da instituição com a presença dos utentes, dos funcionários da instituição, e de um elemento da direção. O saboroso lanche foi animado com momentos musicais, ao som da concertina e da viola de tocadores da Vila de Valongo do Vouga. Para além da animação preparada, todos os presentes foram ainda surpreendidos por cânticos levados a cabo pela própria aniversariante. Também fizeram parte deste lanche diferente, familiares, vizinhos e amigos da aniversariante. É de destacar a presença da sua filha e do seu genro, emigrados nos Estados Unidos, assim como a presença do seu neto, emigrado na Suíça, que fizeram questão de estar presentes nesta comemoração.

Ao longo do dia, foram muitos os familiares que, apesar de não terem estado presentes na festa, visitaram a centenária, felicitando-a pelo aniversário.

Ana de Almeida Monteiro nasceu na localidade da Santa Rita em 1916, filha de Maria Rosa de Almeida e de António Nunes Monteiro. Era a mais nova de cinco irmãos e o seu apelido de “Nêspera” veio do falecido marido, José Justino Correia, natural de Rocas do Vouga em Sever do Vouga.

 

 

Artigo redigido por Ana Paula dos Santos Lima

paula lima.jpg

 

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2010
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2009
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2008
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2007
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D
  235. 2006
  236. J
  237. F
  238. M
  239. A
  240. M
  241. J
  242. J
  243. A
  244. S
  245. O
  246. N
  247. D
  248. 2005
  249. J
  250. F
  251. M
  252. A
  253. M
  254. J
  255. J
  256. A
  257. S
  258. O
  259. N
  260. D