Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Valongo do Vouga

Notícias sobre Valongo do Vouga

Valongo do Vouga

Notícias sobre Valongo do Vouga

Memórias do Século XX em Valongo do Vouga

Ana Paula Lima_.jpg
Ana Paula dos Santos Lima é o nome da Valonguense que deu início a um projecto que pretendemos divulgar, o projecto “Memórias do Século XX em Valongo do Vouga”, que terá iniciado em meados de 2007.

Ana Lima é licenciada em Ensino de Inglês e Alemão pela Universidade do Minho em 2003 e com formação posterior em Novas Tecnologias da Informação e da Comunicação.

Até à presente data, tem levado a cabo este projecto sem qualquer apoio ou patrocínio. Aproveitando o tempo disponível resultante da precariedade da sua situação profissional e contando com a boa vontade das pessoas que têm colaborado, transmitindo-lhe as suas memórias e partilhando fotos, conta já com dezenas de vídeos, centenas de fotos, exemplares de jornais locais entre outros documentos e objectos históricos.

Trata-se de um trabalho de recolha de memórias, fotografias, vídeos e outros objectos ou documentos que ajudem a contar como foi o século XX na nossa terra.

Este trabalho requer bastante tempo e dedicação, mas essencialmente a colaboração de todos para que se possa abranger toda a freguesia, bem como, o máximo de temas.

Assim, faz-se um apelo a todos os interessados, que participem e colaborem neste projecto para que se possa enriquecer um pouco mais a história de Valongo do Vouga.

O resultado final estará à disposição de todos através de documentários, publicação na internet em forma de site (www.valongodovouga.net), exposições, entre outros.
Para quem quiser colaborar tem disponíveis os seguintes contactos:

E-Mail: valongo-do-vouga@sapo.pt

Telemóvel: 93 482 56 76

Pelo que pudemos apurar, a Casa do Povo de Valongo do Vouga pretende ser um parceiro deste projecto e de acordo com António Tondela, do pelouro da cultura da CPVV haverá receptividade e disponibilidade da CPVV para albergar a exposição e colaborar também no acervo histórico.

No último fim-de-semana cultural realizado em Julho deste ano na Casa do Povo de Valongo do Vouga, numa conversa informal com a Vereadora da CMA Elsa Corga, demonstrou muito entusiasmo pelo envolvimento dos Valonguenses neste tipo de iniciativas, encarando-se a possibilidade de alguma forma também a CMA poder apoiar este projecto.

Campanha “ Pão para todos”

Julio Martins.jpg

A Conferência Vicentina de Valongo do Vouga vai iniciar em Novembro a Campanha “ Pão para todos” que se estenderá até dia 20 de Dezembro.

A Conferência Vicentina, em Valongo do Vouga dá apoio a um significativo número de famílias e conta com o apoio de diversas pessoas, comerciantes e entidades para levar a cabo esta importante tarefa.

Esta conferência prossegue a sua missão com os mesmos elementos, que continuam a fazem o apelo para quem queira abraçar esta causa, que os contactem ou ajudem, essa ajuda poderá ser na recolhas ou oferta de géneros alimentícios, ou simplesmente indicando as situações de risco social.

Uma das dificuldades sentidas por este grupo é a inexistência de um espaço para armazenagem dos donativos recolhidos, mas estão encetados alguns contactos que poderão dar por resolvida essa lacuna.

12º Aniversário da ACRAR

Miguel Figueiredo - Presidente da ACRAR -.JPG

 

No passado Domingo dia 18 A ACRAR – Associação Cultural e Recreativa dos Amigos da Redonda, de Valongo do Vouga comemorou o seu 12º aniversário.

 

O almoço convívio juntou cerca de 100 amigos. O presidente da Direcção Miguel Figueiredo e o Presidente da Junta de Freguesia de Valongo do Vouga, Carlos Alberto receberam o representante da Câmara Municipal de Águeda, Dr. Luís Arruda, fizeram uma visita às instalações.

 

 Miguel Figueiredo, Presidente da direcção na sua intervenção disse: “"temos que ter orgulho do que temos num lugar tão pequeno, somos o exemplo de que os pequenos também conseguem fazer coisas grandes, mas foi com o esforço de todos, não interessa se um fez mais ou menos, todos fizemos, para mim, cada um colaborou como pôde”. Prosseguiu dizendo que quando há 2 anos assumiu a liderança da ACRAR tinha um sonho, unir a população da Redonda em redor da ACRAR, “sarar algumas feridas do passado” e trazer as pessoas para a ACRAR e todos juntos fazerem a ACRAR cada vez maior porque a ACRAR não teria um dono, seria de todos, mas considerou que aconteceu o contrário, cada vez mais as pessoas da Redonda fugiram da Associação e em todas as actividades realizadas contaram-se sempre por os dedos de uma mão a presença das pessoas da Redonda, os amigos de fora, que felizmente eram muitos, quando estavam na Associação perguntavam como seria possível as pessoas não aparecerem, mas criticavam se não se faziam actividades. A crítica de Miguel Figueiredo, Presidente da direcção estenderam-se, também aos membros dos órgãos sociais frisando que não se esquecia que á um ano atrás no décimo primeiro aniversário nem o Presidente da Assembleia Geral nem do Conselho Fiscal estiveram presentes na comemoração do aniversário, considerando, uma falta de consideração não para a sua direcção, mas para a ACRAR. Considerando que o tempo das vacas gordas teria acabado, que o desemprego assolou a freguesia de Valongo do Vouga e as pessoas não tinham dinheiro e as empresas já não colaboravam, tornando-se muito difícil fazer alguma coisa, explicando que a sede está concluída e pintada mas existiriam sempre trabalhos a fazer e novos projectos que não conseguiram pôr em prática, não tinham dividas mas também não tinham dinheiro e não conseguiram cumprir com o que tinham previsto para este ano que seria construir a biblioteca e uma sala de estar. Prosseguiu, expressando a sua satisfação com a presença dos que juntaram às comemorações do aniversário da ACRAR, considerando que seria um sinal de que alguma coisa estaria a mudar, e na oportunidade disse aos sócios que as eleições se aproximavam e que teria cumprido com a sua obrigação, tendo dado o seu melhor como presidente de uma direcção, não fechando a porta a uma nova candidatura mas considerando que o ciclo chegou ao fim, pensando que não iriam cair em vazio directivo, mas se aparecesse um lista credível, não seria candidato às próximas eleições. Desafiou a população da Redonda que durante estes 2 anos não apareceu, que mostrassem alternativa, considerando que “as direcções passam e a ACRAR fica”. Carlos Alberto presidente da Junta e da Assembleia Geral disse que o presidente da direcção na sua intervenção se tinha esquecido do presidente da junta e que a junta muito tinha contribuído para esta Associação, que esta Associação não era só o orgulho deste lugar, mas de toda a freguesia elogiou o trabalho desenvolvido pela pessoa que está à frente do bar e prometeu que a Associação iria ter um posto de Internet. Na sua intervenção o Dr. Luís Arruda elogiou o trabalho desenvolvido pela actual direcção e pelas anteriores, disse que é política da Câmara Municipal apoiar quem trabalha, tendo ficado agradado com o que encontrou, prometendo voltar, entregando uma lembrança da Câmara Municipal ao Presidente da Direcção. Miguel Figueiredo conclui expressando a o seu contentamento pela forma como tudo correu considerando que foi um dia muito importante para a ACRAR pois seria uma Associação da Freguesia que se mantém viva e com pernas para andar, agradecendo aos seus colegas de direcção e a todos o que ajudaram a tornar possível esse dia.

Márcia Costa parte em Missão para África

Marcia Costa.jpg

 

Márcia Costa parte em Missão para África!

No Domingo dia 25 de Outubro, pelas 10 da manhã na Igreja de Valongo do Vouga, vai-se realizar uma missa na qual se destaca o envio da Valonguense Márcia Costa, em missão para África, com apenas 27 anos vai abraçar uma causa tão nobre.

 

A família e amigos aproveitam para dedicar publicamente umas singelas palavras de carinho e reconhecimento: " A felicidade é difícil de atingir, pois só a atingimos tornando felizes os outros " agradecendo a esta jovem por dar tanto do seu amor e ajudando aqueles que mais precisam.

 

No final da missa realizar-se-á um almoço convívio com quem se queira juntar a essa homenagem.

 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2005
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D