Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Valongo do Vouga

Notícias sobre Valongo do Vouga

Valongo do Vouga

Notícias sobre Valongo do Vouga

XII Encontro de motos antigas da LAAC

20090620-00 MOTOS ANTIGAS DA LAAC.jpg

A Secção cultural da LAAC promoveu o XII Encontro de motos antigas da LAAC.

A passagem por Valongo do Vouga teve por anfitrião a Casa do Povo de Valongo do Vouga.

O Engº Correia Abrantes, Sócio honorário da Casa do Povo de Valongo do Vouga, foi o elo de ligação para que esta iniciativa tivesse passagem por Valongo do Vouga.

Sandes e bebidas serviram de âncora para cerca de duas centenas de participantes.



20090620-01 MOTOS ANTIGAS DA LAAC.jpg

A Assembleia da República aprovou a elevação de Valongo do Vouga a Vila

A Assembleia da República aprovou hoje por unanimidade a elevação de 22 povoações a vilas e a criação de cinco cidades.


Foram elevadas a cidade as localidades de Valença (Viana do Castelo), Senhora da Hora (Matosinhos), S. Pedro do Sul (sede do concelho), Samora Correia (Benavente) e Borba (Évora).


À categoria de vilas passaram as localidades de Castro Laboreiro (Melgaço) e Soajo (Arcos de Valdevez), ambas no distrito de Viana do Castelo, Arões de S. Romão (Fafe), no distrito de Braga, Lordelo, distrito de Vila Real, e Ancede (Baião), Guifões (Matosinhos), Vilarinho (Santo Tirso), Senhora Aparecida (Lousada) e Madalena (Vila Nova de Gaia), todas no distrito do Porto.


No distrito de Aveiro as povoações de Soza (Vagos) e Valongo do Vouga (Águeda), enquanto o distrito de Coimbra viu subir a vila as localidades de S. Pedro, Marinha das Ondas, Lagos e Tarazede passaram à categoria de vila.


O Parlamento aprovou também a elevação a vila das povoações de Foz do Arelho e À-dos-Francos, ambas nas Caldas da Rainha, distrito de Leiria, e Olival (Ourém), distrito de Santarém. Passaram ainda a vila as localidades de Prior Velho (Loures), Casal de Cambra (Sintra) e Montelavar (Sintra), no distrito de Lisboa, e Bensafrim (Lagos), distrito de Faro.


Artigo obtido em : TVNET

Abrir a Escola à Comunidade em Valongo do Vouga

"Abrir a Escola à Comunidade em Valongo do Vouga"

A missão é implementar uma acção de formação sobre “Atendimento Presencial e Telefónico” na Escola EB 2,3 de Valongo do Vouga. Com o objectivo de fomentar a consolidação de competências por via da participação dos formandos do Curso de Educação e Formação – Práticas Técnico-Comerciais: Empregado Comercial na dinamização da acção de formação, a realizar no próximo dia 3 de Junho, o responsável por este projecto tem como visão garantir a eficácia e a visibilidade do trabalho desenvolvido em prol da aquisição de competências específicas indispensáveis ao exercício de funções de um (futuro) profissional Empregado Comercial.
As instituições de ensino em geral e, em particular, as escolas de ensino básico são constantemente colocadas perante o desafio de adequar a sua oferta educativa e formativa às novas necessidades e expectativas dos seus clientes/utentes. Ao instituir os Cursos de Educação e Formação, o legislador procurou satisfazer “a necessidade de criar uma oferta formativa com identidade própria que constitua uma modalidade de formação e qualificação diversificada, flexível e perspectivada como complementar, face a modalidades existentes” (Despacho Conjunto nº453/2004: 11297).
É no âmbito desta oferta formativa, cuja natureza flexível permite ir ao encontro das necessidades reais locais, que se pretende implementar este projecto de intervenção que visa contribuir para a resolução do seguinte problema educativo:
Um olhar sociológico sobre o contexto escolar permite-nos identificar inúmeras situações latentes que o observador comum não é capaz de detectar. Este contexto é marcado por funções ocultas da escola, por representações sociais que desvirtuam capacidades e condicionam relações de sucesso e, finalmente, por práticas que contribuem para a construção de um currículo oculto. A urgência da avaliação e da classificação deixam pouco espaço-tempo para a emergência das aprendizagens. O processo de ensino/aprendizagem é gerido em função dos momentos de avaliação, relegando para segundo plano os momentos de assimilação e consolidação de conhecimentos e competências.
Neste contexto, que estratégia(s) devemos implementar, no âmbito dos Cursos de Educação e Formação, para fomentar a consolidação de competências específicas dos (futuros) Empregados Comerciais?
O nosso contributo para a resolução deste problema passa por promover interacções pedagógicas que envolvam não só professores e alunos mas também famílias e comunidade local. Neste contexto, pretendemos recentrar o espaço onde vão decorrer essas interacções pedagógicas. A tradicional sala de aula será substituída por espaços facilitadores quer da acção dos alunos – por um dia transformados em formadores – quer da participação inclusiva dos elementos da comunidade – que por um dia vão regressar à escola para actualizar as suas competências profissionais.
As estratégias de aproximação da escola à comunidade que porventura podem produzir resultados mais interessantes são aquelas que implicam a participação nas práticas quotidianas quer da comunidade quer da própria escola. A acção de formação em “Atendimento Presencial e Telefónico” enquadra-se neste tipo de estratégia, ao propor a abertura da escola à comunidade, fornecendo-lhe um serviço e convidando-a a participar numa actividade que se relaciona com os conteúdos curriculares e com as competências adquiridas pelos alunos.
A participação da comunidade no quotidiano da escola pretende não só aproximar contextos e actores sociais – e, dessa forma, contribuir para um mútuo enriquecimento e reconhecimento – como também ambiciona transformar o currículo formal num currículo mais transparente, num currículo que se desenvolve através de práticas centradas nas produções dos alunos, assentes nas suas vivências quotidianas.

Texto de :

Professor João Marçal

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2005
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D