Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Valongo do Vouga

Notícias sobre Valongo do Vouga

Valongo do Vouga

Notícias sobre Valongo do Vouga

Entrevista ao Semanário Região de Águeda -Edição de 26-08-2005

blog_RA.GIF"Blog é uma mudança de atitude”

Filipe Vidal, criador do blog da freguesia de Valongo do Vouga, fala do projecto e dá conta da ideia em criar um portal

Filipe Vidal, colaborador do RA para a freguesia de Valongo do Vouga, criou um blog há seis meses. Faz um balanço positivo e anuncia a intenção de criar brevemente um portal exclusivamente da freguesia.

RA - Quais os objectivos que levaram à criação do blog?
FV - Como devem recordar, a Bela Vista criou em Valongo do Vouga um grupo de jovens que entre outras actividades têm um espaço informático. Foi precisamente na inauguração desse espaço que lancei o desafio para esses jovens criarem uma página ou blog sobre Valongo do Vouga. Como num passado recente já tive algumas experiências de que este tipo de desafios nem sempre são alcançados, tomei a iniciativa de ser eu a dar o pontapé de saída. Devo aproveitar para confessar que a gota de água foi ter recebido um mail com um convite para visitar um blog. Foi ao sitio do sapo e cheguei à conclusão de que o processo para criar e manter um blog não requeria conhecimentos adicionais. Assim, sem premeditação, surge o blog.
RA - Qual o resultado que pode esperar do blog?
FV - O resultado deste blog é proporcionar informação sobre Valongo do Vouga e obter interactividade entre os artigos e os comentários. Havia uma lacuna nesta área: Valongo do Vouga não tinha representação da web. Este blog é um marco e uma mudança de atitude nesta área. Os sítios existentes estavam parados no tempo e outros sem luz verde. Exemplo desta afirmação é o caso do portal do agrupamento de escolas de Valongo do Vouga, que foi recentemente inaugurado, ou a ante visão de inauguração do "paróquia virtual" que irá nascer em breve.
RA-Qual a aceitação por parte da comunidade?
FV - Num espaço de tempo tão curto superou o que eu esperava, determinadas reacções e comentários eram esperados eventualmente depois de decorrido um ano de existência. E afinal com poucos meses catalizou comentários positivos de pessoas com muito valor, obteve apoios para a publicação de alguns artigos e divulgação junto da comunidade cristã de Valongo do Vouga. Como o blog tem sido actualizado semanalmente fidelizou um grupo muito interessante de anónimos, que muito têm contribuído para estimular a continuidade deste projecto. O inverso desta situação é a ausência da contribuição de certas pessoas que teriam capacidade para enriquecer o blog de uma forma mais pluralista. Creio que têm receio de afirmarem publicamente os seus pontos de vista ou ainda não compreenderam que este projecto está aberto para todos os que se interessam por Valongo do Vouga.
RA - O blog tem muitas visitas?
FV - Depende do ponto de vista. Para mim atingiu um número muito interessante mas quantos mais visitantes melhor. Com o decorrer do tempo, e depois da ansiedade inicial, dizer que ter visitantes com qualidade e fidelizados é mais importante que a simples avidez dos números. 0 número de visitantes já ultrapassou os mil e não houve um único dia que não registasse visitas. O pico máximo de visitas diárias está nas duas dezenas. Ao fim-de-semana os números baixam e a quarta-feira é o dia com mais visitas.
RA - Que vantagens se pode obter com um projecto como este?
FV - 0 acervo cronológico dos principais eventos que ocorrem em Valongo do Vouga. A possibilidade de quem acede ao blog poder comentar é sem dúvida a maior potencialidade. Esta faculdade concedida ultrapassou os restantes meios como os jornais e a televisão.
RA - Que colaboração tem obtido?
FV - À parte dos apoios que referi, como o número de visitantes, os comentários obtidos e os artigos publicados pelo padre João Paulo. Tenho de agradecer a contribuição para a publicação de alguns eventos das catequistas, dos grupos de jovens, da Paula Gonçalves, da ACRAR e da Quinta da Gandarinha.
RA - Que futuro espera deste projecto?
FV - Este projecto, nos moldes em que foi criado, tem um fim anunciado para breve. A minha estimativa é que em menos de dois anos a quota disponibilizada gratuitamente pelo sapo seja esgotada. Tal facto não é preocupante e até pode ser uma condicionante que permitiu prematuramente a possibilidade de uma ideia amadora para um conceito mais amadurecido.
RA - Com novos projectos?
FV - Este projecto é um balão de ensaio para outro projecto que tenho em desenvolvimento: criar um portal para Valongo do Vouga. Sem querer tirar o prestígio que o Aguedaviva já tem e respeitando a "hierarquia territorial" que ele abrange, creio que o aparecimento do portal de Valongo do Vouga faz parte de uma "filosofia bairrista". Esse projecto obriga a um investimento em recursos humanos e tecnologia, mas vai obter o apoio de alguns sectores importantes da nossa sociedade, como instituições locais, uma parte do nicho empresarial e comercial e, muito importante, com o apoio de muitos particulares. Esse projecto pode garantir a manutenção das páginas das instituições locais e pode ser definitivamente o virar da página para a inércia que se verificou até aos dias de hoje.

Regresso das férias...

De regresso das férias encontro Valongo do Vouga virtual com mais visitas o que significa que a vossa curiosidade não diminuiu!
Durante este período de ausência posso dizer que respondi a algumas questões que o Semanário Região de Águeda colocou sobre o nosso blog.
Fica sempre alguma coisa por dizer e por explicar, mas uma coisa é certa Valongo do Vouga tem “pernas para andar” e o vosso contributo tem sido decisivo.
Como não tenho em formato digital a entrevista que concedi pois foi manuscrita não posso hoje publicar aqui para o vosso conhecimento, mas em breve estará disponível no nosso blog ou em http://www.regiaodeagueda.com
Bom trabalho ou continuação de boas férias.

É preciso ter garganta!

Garganta_155.GIF

Que me perdoem os autarcas do meu concelho, que me desculpem os valorosos homens da minha terra, em que tão poucos se dedicam a tantas causas, mas... não posso deixar de aproveitar em jeito de trocadilho dizer - se pela "boca" não morre a nossa freguesia porque há quem teime de forma humilde e crente, levar mais longe o seu nome"pela Garganta enferma, por "abandono", a Garganta, esse local do Rio Marnel que deveria ser um dos pontos do cartaz de apresentação do património natural da nossa freguesia, acaba por ser um desconhecido recanto de "reconhecido abandono" " Já repararam que não existe uma placa a sinalizar a sua existência" a indicar o seu caminho?

Pela boca morre o peixe" Pela boca da maledicência vejeta ou padece o empenho de um punhado de entusiastas, que por arrojo, ou inconsciência da sua determinação, acabam por levar pelas costas, com as farpas da inércia, com as farpas de quem nada faz, com a obstrução de quem não fez e que acaba por encontrar sempre um meio de fazer a apologia da contradição.

Não é este o lugar comum onde vão desaguar os nossos insucessos, os nossos fracassos e de onde renascem muitas das nossas esperanças?

Este texto não é apenas uma farpa, é um apelo à reflexão, ao vosso comentário.

Baixamos os nossos braços?

Fechamos a boca e esquecemos a Garganta, amordaçamos de desprezo este grito, que não é meu?

Que é sussurrado por outros tantos sonhadores de bucólicas recordações e teimam em procurar nesses lugares o repovoar da sua imaginação e a permitir que outras tantas gerações partilhem dos mesmos encantos, dos mesmos sonhos!

É bonito ler ou ouvir as palavras de Manuel Alegre sobre o rio Águeda!

É obrigatório ler as palavras de Julia Magalhães sobre o rio Marnel e é triste pensar que afinal só os poetas sonham!

 

Garganta_156.GIF Garganta_157.GIF Garganta_158.GIF Fotos de Mário César Santos Costa

CAVALEIROS DA QUINTA DA GANDARINHA

Ricardo Batista.JPG

Rafael_Sela 4.JPG
Ricardo com Quinita.JPG

CAVALEIROS DA QUINTA DA GANDARINHA

Ricardo Batista, o mais jovem cavaleiro federado da Quinta da Gandarinha, classificou-se em 5º e 3º lugar nas provas de Sábado e Domingo passado, no Escalão de 1mt, do Concurso de Saltos de Obstáculos Nacional B que decorreu no Centro Hípico Montebelo em Viseu.

Ricado B. tem apenas 12 anos e concorre com a égua Quinita, de raça Cruzado Português.

Rafael Santiago, conquistou o Estribo De Bronze, ao passar com Bom Aproveitamento, o exame de Sela 4 da Fed. Equestre Port., passando a fazer parte do grupo de cavaleiros federados deste Centro Hípico.

Festas populares de Fermentões

Festa Fermentoes.GIF

Este fim de semana dia 5,67,8 vão realizar-se as festas populares de Fermentões.

Sexta feira dia 5 com a actuação às 22:30 do grupo musical Lider's. Dia 6 Sábado, o grupo Kremlim às 22:30, dia 7 Domingo 16:30 Estrelas incomparaveis às 22:30 NGK e Gonçalo José. Segunda feira dia 8 tradicional sardinhada às 17:00.

Pedra de inauguração da Capela de Fermentões

Capela de Fermentoes.GIF

No Domingo dia 24 de Julho foi lançada a 1ª pedra para a edificação da capela de Fermentões. Esse acto simbólico foi concretizado pelo Padre João Paulo.

A cerimónia contou com a presença dos fieis e da população e dos membros da comissão de obras.

Esteve presente na cerimónia o Presidente da Junta de Freguesia de Valongo do Vouga, Calos Alberto. Recorde-se que a JFVV cedeu o terreno para a construção deste edifício.

Festa na Acrar - Almoço de partilha

acrar.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Festa na Acrar

 

 

De acordo com a informação do Sr. Horácio Almeida, Presidente da Associação, o almoço de partilha que decorreu no sábado dia 24 de Julho pelas 12:30 superou todas as expectativas e foi muito animado contado com a presença de dezenas de pessoas.

 

A tarde foi animada com musica ambiente. Este evento promoveu a aproximação dos amigos da associação e resultou num bonito exemplo de sociabilidade para o qual esta associação muito tem contribuído localmente.

Convívio no CSPVV

CSPVV_convivio_01.GIF
Na sexta-feira dia 22 de Julho, decorreu o convívio no Centro Social e Paroquial de Valongo do Vouga.
Este convívio informal que juntou cerca de uma centena de pessoas, resultou da vontade dos pais e obteve a adesão do seu Director, Padre João Paulo elementos da Direcção e também de muitos funcionários.

Assim um churrasco misto com bebidas e sobremesas que os pais trouxeram, serviram para prolongar o convívio pela noite dentro. Com música ambiente e a pequenada a divertir-se foi um momento muito agradável.

Fica aqui o registo de agradecimento aos funcionários que abdicando do seu descanso, com o seu esforço pessoal e exemplar, muito contribuíram para a concretização deste evento.

Em conversa informal O padre João Paulo referiu algumas preocupações da instituição, nomeadamente o facto de todas as valências da instituição estarem a “rebentar pelas costuras” com listas de espera. Em relação à eventual utilização das antigas instalações da António Pereira Vidal, disse que tinha fé em alcançar esse propósito mas que se adivinhavam tempos difíceis.

O Bocas

20050628-bocas.jpg
A publicação do agrupamento de escolas de Valongo do Vouga repete o sucesso das edições anteriores com este exemplar que serve de leitura para o princípio das férias.
O nosso destaque vai para o artigo “Planemanto familiar entre os antigos”. Graças ao rídiculo que possa parecer aos olhos dos nossos jovens este tipo de artigo pelo desfazamento com o mundo actual, se calhar face ao “tabu” da nossa sociedade onde inexplicávelmente a sexualidade continua a ser algo muito recôndito em que que a hipocrisia prevalece sobre o sentido sóbrio de encarar de frente algo tão “simples”, sobra a esperança que os jovens com a sua astúcia e prespicácia possam tirar indirecatmente algumas ilacções úteis.

Concerto de orgão de tubos em Valongo do Vouga

igreja_Valongo.JPG
Concerto de Orgão de tubos

Na sexta-feira dia 15-07-2005 a escola de música de Valongo do Vouga realizou pela primeira vez um concerto na Igreja de Valongo do Vouga. O evento coordenado pela Professora de música Liliana Costa, além oferecer a composição musical com orgão de tubos tambem teve a participação de calrinete, viola e canto. Com 15 elementos do 6º ano da escola, este acontecimento que surpreendeu muita gente que pode assistir a este espectáculo “supresa”, eleva desta forma o desenvolvimento que a escola tem vindo a ganhar e a notariedade no seio da comunidade Valonguense.

Pág. 1/2

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2010
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2009
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2008
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2007
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D
  235. 2006
  236. J
  237. F
  238. M
  239. A
  240. M
  241. J
  242. J
  243. A
  244. S
  245. O
  246. N
  247. D
  248. 2005
  249. J
  250. F
  251. M
  252. A
  253. M
  254. J
  255. J
  256. A
  257. S
  258. O
  259. N
  260. D