Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Valongo do Vouga

Notícias sobre Valongo do Vouga

Valongo do Vouga

Notícias sobre Valongo do Vouga

Habitação destruida em Arrancada do Vouga

“Agora só quero seguir com a vida em frente”

Aníbal Reis, na semana passada, viu a sua habitação reduzida a escombros, na sequência de uma explosão de gás

“Agora só quero arranjar uma casa onde ficar”, disse Aníbal Reis, que viu a sua casa ser destruída na sequência da explosão de uma botija de gás na passada semana, sublinhando que o mais importante foi ter salvo a família

“Seguir com a vida para a frente”, é essa a determinação de Aníbal Reis, de 40 anos de idade, natural de Macinhata do Vouga, a residir em Valongo do Vouga há oito, tentando assim encontrar forças para esquecer que um dia a casa onde morava ficou reduzida a escombros, na sequência do incidente.
Tudo aconteceu quando, por volta das sete horas da manhã, Aníbal Reis se levantou e se dirigiu à casa de banho no primeiro andar, abrindo uma torneira. Dava-se então a primeira explosão no rés do chão, que se ouviu nas redondezas, levando alguns populares até ao local. Segundo o testemunho de um vizinho “o estrondo foi enorme”.
“A minha primeira reacção foi ver como estava a minha família e pô-los a salvo”, disse o proprietário da casa. No interior do imóvel, além de Aníbal Reis, encontrava-se a sua esposa, o filho e a sogra, tendo todos escapado ilesos, apesar do enorme susto. Aníbal Reis conta que o seu filho ficou preso debaixo de um móvel e a sua esposa ficou trilhada por uma parede que caiu com a primeira explosão. Com a ajuda de Carlos Pires e Maribel Pires Gerentes da Doce Vouga e Ângelo Comerciante de Sucata na Veiga, que corajosamente entraram na habitação a seguir à primeira explosão e assim foram o primeiro auxílio que contribuiu para que a família conseguisse sair ilesa. Quando todos estavam a salvo, no exterior da casa, deu-se uma segunda explosão, “um cogumelo de fogo que envolveu toda a habitação” e foi presenciado por diversas pessoas que entretanto já se acercavam do local, esta explosão muito mais violenta, devido ao rebentamento da botija do gás, destruiu uma das fachadas da habitação de r/c e primeiro andar, que devido à ameaça de ruir, acabou por ser demolida pelos serviços camarários nesse mesmo dia. Esta segunda explosão acabaria por provocar danos numa habitação vizinha e na viatura de Aníbal Reis, que se encontrava estacionada no parque exterior à habitação. Uma viatura estacionada no exterior da rua também sofreu danos, no vidro traseiro da viatura.
O vice-presidente da Câmara Municipal de Águeda, Jorge Almeida, e o Presidente da Junta de Freguesia de Valongo do Vouga, Carlos Alberto Pereira, estiveram no local, acompanhados da assistente social e da técnica de habitação social da autarquia, para fazer o levantamento das necessidades da família. O proprietário da casa destruída optou por ir para casa dos seus pais em Macinhata do Vouga, não tendo sido necessário a câmara proceder a diligências para o seu realojamento. A JFVV nos dias seguintes fez o acompanhamento das carências do agregado familiar. Também o Centro Social Paroquial de Valongo do Vouga deu apoio em alguns alimentos e agasalhos.


Informação alegadamente mal transmitida



De acordo com Francisco Santos, comandante dos Bombeiros de Águeda, a informação terá sido mal transmitida, tendo sido comunicado ao 112 que uma mulher estava debaixo dos escombros. Razão pela qual os bombeiros fizeram deslocar inicialmente para o local duas ambulâncias e só mais tarde os carros de fogo. No local, estiveram, segundo o comandante, seis viaturas e 14 homens.
O alerta terá sido dado às 7h18. Às 7h55 o fogo foi dado como extinto.

"Artigo publicado no Semanário Região de Águeda"



P5030078 - antes dos bombeiros chegarem.jpg

P5030079 - 1 carro a chegar.jpg

P5030080  1 carro a intervir.jpg


P5030082 ataque ao incendio.jpg

P5030083 - chegado do 3 carro.jpg

P5030087  - a demolir a casa.jpg

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2005
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D