Notícias sobre Valongo do Vouga
Quinta-feira, 21 de Setembro de 2017
Acerca do Debate sobre Freguesia de Valongo Vouga, Autárquicas 2017

Hoje, dia mundial da Paz, vai-se fazer história em Valongo do Vouga.

 

Graças à iniciativa da rádio MUNDIAL FM do nosso conterrâneo Nuno Soares e devido à pressão da opinião gerada nas redes sociais no facebook através do grupo VALONGO DO VOUGA ( O JUDAS ) criado recentemente,  os candidatos às eleições autárquicas 2017 para a Junta de Freguesia de Valongo do Vouga vão realizar um debate conjunto que, inicialmente estava previsto ser realizado na Sede da Junta de Freguesia de Valongo do Vouga (mas fruto da crítica ou falta de consenso entre candidatos), foi redirecionado para o Auditório da Casa do Povo de Valongo do Vouga. Por se julgar que o auditório abrangendo pouco mais que 100 lugares a Direcção da Casa do Povo do Vouga propôs que o debate fosse realizado no pavilhão multi-usos da Casa do Povo de Valongo do Vouga, capacitando assim a assistência que se julga vir a ser significativamente elevada.

 

Este debate, pioneiro em Valongo do Vouga, pretende dar oportunidade e visibilidade às candidaturas e reúne no mesmo espaço os diversos candidatos à Junta de Freguesia de Valongo do Vouga/ Autárquicas 2017.

 

20170906_001.jpg

 

 

 

 

  BRASÃO: Escudo verde, árvore de ouro, arrancada do mesmo, entre um cacho de uvas de ouro, folhado de prata e uma roca de ouro, enrolada de prata, tudo realçado de negro; Contra-chefe ondeado de prata e azul. Coroa mural de prata de três torres ( *** ). Listel branco, com a legenda a negro, em maiúsculas: VALONGO DO VOUGA.

 

Memória descritiva e justificativa dos símbolos:

-              A roca e o seu fio, representam a indústria de fiação.

-              A árvore e o cacho de uvas lembram as culturas predominantes na freguesia.

-              A prata simboliza a prudência, a força, a amizade, inocência e fidelidade.

-              O ouro significa a nobreza, a lealdade, a justiça e a constância.

-              O verde o amor, esperança, cortesia, lealdade e fé.

 

 ( ***) Depois da elevação a Vila passou a ter 4 torres.

  

FILIPE_VIDAL_1.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os seus símbolos, na minha opinião separam-se em duas descrições:

 

A descrição objectiva :

 

A indústria

A Agricultura

 

As restantes são subjectivas, descrevem carácter, sentimentos e atitudes

 

A Prata:

 

prudência

força

amizade

inocência

fidelidade

 

 

O Ouro :

 

Nobreza

Lealdade

Justiça

constância

 

O verde:

 

O amor

esperança

cortesia

lealdade

fé.

 

Se dissecar-mos cada um destes descritivos o que podemos comentar (?) :

 

A indústria :

 

A alusão à indústria textil :

 

Um rol de empresas que se extinguiram:

 

Santelmo - localizada no Bairro do Pedrozelo

Almagre - localizada na Cumeada

Arrancar, fiação de Arrancada - localizada na Cruzinha

Cardifil - localizada na Cruzinha

Antonio Pereira Vidal - localizada na Póvoa do Espírito Santo

  

Ficou a Lanidor que mantém as suas instalações na Cruzinha e adquiriu as antigas instalações da  Antonio Pereira Vidal na Póvoa do Espírito Santo

 

Se não for produzida uma solução para a fixar atrair e desenvolver a indústria, ela continuará em declínio com exepção à regra como o exemplo do "grupo Ramalhos" 

Valongo do Vouga tem que ter um polo industrial norte de Águeda com ligação à A25.

 

A Agricultura:

 

Atualmente a agricultura em Valongo do Vouga é genericamente, uma agricultura de fundo de quintal, nem se pode considerar de subsistência, é uma agricultura que é com orgulho de quem a produz, uma tradição familiar baseada na aprendizagem verbalizada e empiricamente reproduzida por uma sucessão de gerações … Exepção? Uma unidade vitivinícola, a Quinta da Aguieira, propriedade da Quinta da Aveleda …. Ou a exploração intensiva da mancha florestal de Valongo do Vouga que carece de algum ordenamento e  uma via de escoamento condizente…

 

Se não tivermos uma ligação à A25 ou algo alternativo para escoar os produtos florestais, continuaremos encarcerados e condicionados!

 

A Prata:

 

Prudência “prudência na palavra e nos actos “

Força “ força para não desistir do que se propõem fazer”

Amizade “ Amizade pelos conterrâneos e populações limítrofes”

Inocência “ Inocência em acreditar que todas as ofertas da edilidade são vantajosas para a nossa terra (?)”

Fidelidade “ fidelidade aos princípios que norteiem  o nosso futuro “

 

 

O Ouro :

 

Nobreza “ sentimento não de vaidade, mas estar acima dos nossos próprios interesses”

Lealdade “ Não trair os seus pares”

Justiça “ Tratar com igualdade, baseando-se sempre nas leis”

Constância “ perseverança para não desistir às adversidades”

 

O verde:

 

O amor “ Amor à sua terra e ao próximo”

Esperança “ Esperança de poder sonhar com um futuro melhor”

Cortesia “ Cortesia no trato, nas expressões e nos atos”

Lealdade “ Leais a si próprios para não ser desleal para com os outros”

. “Fé, crença, força anímica que nos conduza mesmo sem vermos porquê nem para onde, sabendo que há algo para além do que o nosso pensamento alcança…”

 

Nota: Este texto utiliza parcialmente conteúdos do livro de António Simões Estima  ( MONOGRAFIA DE VALONGO DO VOUGA -   Subsídios para a sua História ) nos elementos descritivos do Brazão, todo o resto é produto da minha inspiração deste momento que se vive em Valongo do Vouga!


tags:

publicado por Filipe Vidal às 19:21
link do post | comentar | favorito

mais informações


pesquisar
 
arquivos
posts recentes

Governo decreta três dias...

Convite para inauguração ...

Autárquicas 2017

Apanhados - Eleições

Apanhados - Casa Cassetes

Apanhados - Rua Visconde ...

Acerca do Debate sobre Fr...

Procura-se participação!

País Governo decreta três...

Ana Maria Xavier

tags

todas as tags

links

contador gratis
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


subscrever feeds