Notícias sobre Valongo do Vouga
Segunda-feira, 6 de Fevereiro de 2006
D. António Marcelino : 25 anos de presença na diocese de Aveiro
D Antonio Marcelino.bmp

Foto obtida em : http://www.pela-positiva.blogspot.com/


Bispo de Aveiro comemora 25 anos de presença na diocese no dia 1 de Fevereiro e está à espera de sucessor.


D. António Marcelino apresentou o seu pedido de resignação ao Papa e está à espera de sucessor.

No passado mês de Setembro completou 75 anos de idade, apresentou a sua “disponibilidade para continuar ou deixar”, revelou o próprio bispo à Agência ECCLESIA.

Neste momento procede a uma “administração de mera gestão”, salientou “porque a acção da Igreja tem de ser sempre inovadora e criativa”, acrescentou. Mas seja qual for a decisão de Bento XVI acerca do seu futuro, o bispo de Aveiro está consciente de que há na diocese “projectos que não param”.

D. António Marcelino completa nesta quarta feira, 1 de Fevereiro, 25 anos de presença na diocese de Aveiro. Ordenado bispo em 1975, foi durante cinco anos Bispo Auxiliar na diocese de Lisboa e a 1 de Fevereiro de 1981 iniciou o múnus em Aveiro como bispo coadjutor. A 20 de Janeiro de 1988 torna-se então bispo titular, sucedendo a D. Manuel de Almeida Trindade.

Nestes 25 anos, em Aveiro, D. António Marcelino procurou ir deixando “a semente” e, apesar de “não ter logo o resultado da colheita”, faz um balanço positivo do seu ministério pastoral porque, afirma, “muita gente colaborou e actuou”.

Entre as prioridades eleitas para a diocese, D. António salienta o “desenvolvimento e formação do laicado”, do qual nasceu o Instituto Superior de Ciências Religiosas que, explicou, “foi muito importante para um laicado interveniente”.

A família e pastoral familiar “está mais actualizada e adequada”, considerou, e a criação de estruturas materiais, como a casa diocesana para encontros de formação e retiros, o centro universitário, foram outros aspectos concretos desta presença de 25 anos na diocese de Aveiro.

Caracterizado por muitos como “homem aberto ao diálogo com o mundo” D. António Marcelino frisa que sempre teve “a melhor colaboração com os poderes civis e autárquicos”. Na história deste bispo fica, ainda, e com toda a certeza, a ousadia e coragem neste diálogo com o mundo. Após o Concílio Vaticano II foi o primeiro bispo em Portugal a avançar com a realização de um Sínodo Diocesano, facto que recorda com a plena consciência de ter sido “um gesto que deu coragem a muitos outros colegas”, sublinhou. “Penso que tínhamos a diocese preparada. Já tínhamos feito com os leigos uma caminhada forte de comunidade cristã, numa zona aberta ao diálogo e portanto o Sínodo aconteceu com normalidade. Estamos agora a beneficiar desse Sínodo”, concluiu.


Está notícia é divulgada pelo blog :

http://www.pela-positiva.blogspot.com/



Nós felicitamos o percurso deste Bispo e aguardamos com serenidade a sua sucessão.


publicado por Filipe Vidal às 20:15
link do post | comentar | favorito

mais informações


pesquisar
 
arquivos
posts recentes

Governo decreta três dias...

Convite para inauguração ...

Autárquicas 2017

Apanhados - Eleições

Apanhados - Casa Cassetes

Apanhados - Rua Visconde ...

Acerca do Debate sobre Fr...

Procura-se participação!

País Governo decreta três...

Ana Maria Xavier

tags

todas as tags

links

contador gratis
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


subscrever feeds